sexta-feira, 29 de junho de 2012

Nosso JORNALISTA MAIOR


Nesta festa de São Pedro temos um motivo a mais - e muito especial - para comemorar. Agora o motivo são as homenagens ao querido jornalista e escritor Sérgio Garschagen, eleito o Cachoeirense Ausente de 2012. E não são poucos os méritos para essas homenagens. Desde 1942, quando Heráclides Gonçalves foi o primeiro a ser homenageado, pela brilhante idéia de Newton Braga, a escolha deste ano é das mais justas.
O primeiro ponto a considerar é o espírito bairrista de amar sua terra natal e preservar as suas origens, que Sérgio Garschagen sabe cultivar com rara maestria. Quem teve a felicidade de ler o livro “Parece que foi ontem”, certamente pode perceber a pureza de valores e o espírito de um verdadeiro CACHOEIRENSE, daqueles que podem ser substantivados com todas as letras maiúsculas.
“Parece que foi ontem” consegue situar o autor na integridade de seu tempo, interagindo com a cidade e com as pessoas, de forma singela e verdadeira. Um trabalho cheio de vidas, impossível de realizar sem uma grande capacidade intelectual, aliada aos sentimentos humanos mais nobres e ao coração.
Sérgio Garschagen mostra de forma latente como valorizar os amigos, sua terra e sua gente, na construção de uma verdadeira história. Certamente “Parece que foi ontem” será lido por muitas e muitas gerações; não se apagará, pois estará lapidado em nossas pedras, como parte perene da nossa cultura e da historia de Cachoeiro de Itapemirim.
Outro fato que valoriza muito a escolha do Sérgio é a sua participação ativa na vida cultural da nossa cidade. Ele está presente como colaborador nas páginas deste diário “Aqui Notícias”, com sua coluna inteligente, diversificada e instrutiva, aos domingos, como também em todos os números da “Cachoeiro Cult”, nossa exímia revista de cultura.
É também comum vê-lo assinando em outras publicações. Na nossa revista do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim -“ComuniquHECI” – ele jamais deixou de colaborar com um artigo, quando solicitado.  Percebe-se que Sérgio não mede esforço em dar sua colaboração, para o desenvolvimento cultural de sua terra natal.
Tal qual Newton Braga e Rubem Braga, respectivamente nosso POETA MAIOR e nosso CRONISTA MAIOR, o Cachoeirense Ausente de 2012, Sérgio Garschagen é indiscutivelmente, o nosso JORNALISTA MAIOR. Assim, com certeza, será guardado o seu nome no futuro. Definitivamente, Sérgio já é parte da nossa história!
Outra presença constante de Sérgio em nosso meio é através da rede social. Quem o acompanha no Face sabe da sua inteligência, de seu senso irreverente e irônico de humor. Vai aqui um bom exemplo, quando nos diz que somos “Um país de desclassificados – Segundo pesquisa, o Brasil é o segundo país no mundo com maior dificuldade em encontrar profissionais qualificados...”
O começo da carreira de jornalista de Sérgio foi no “Correio do Sul”. Daí alçou vôos por diversos órgãos de imprensa de circulação nacional e atuou em vários órgãos públicos, sobretudo em Brasília. Em todos os lugares e cargos que ocupou, ele soube dignificar o seu nome e suas origens.
Para que a escolha de Sérgio fosse mais valorizada ainda, quis DEUS que a disputa fosse com Deusdedit Baptista Júnior, justamente no ano da comemoração do centenário de nascimento de seu saudoso pai, o professor Deusdedit.
Parabéns, Sérgio Garschagen! São Pedro manda os anjos com suas liras, trombetas e clarins, para a alvorada em suas homenagens. Você faz jus a essa festa!